Início Correspondentes

Correspondentes

de admin

Rebecca Alethéia

Idealizadora e Correspondente da Bitonga Travel. Amante de histórias reais, da simplicidade da vida e aventuras, tem como lema de vida a Sankofa – “voltando ao passado para ressignificar o presente e construir o futuro”.

Viajante nata, já percorreu 19 Estados Brasileiros, 23 países dos quais teve a oportunidade de morar em 3 (Trinidad e Tobago, Tadjiquistão e atualmente em Moçambique), fala 5 línguas e está aprendendo Bitonga.


Yolanda Frutuoso

Social Media da Bitonga Travel, adoro praias e aventuras, trilhei as 7 praias da costa de Ubatuba, conheci as praias do litoral sul e sou encantada por São Thomé das Letras. Acredito que dinheiro bem gasto é dinheiro gasto com viagens, sair da sua zona de conforto, bolha, conhecer outras culturas, povos conhecer o que o mundo tem a te oferecer e ensinar. Não vejo a hora de fazer um mochilão e conhecer esse mundão a fora!


Maíra Silva

Formada em Turismo e atualmente cursando Pós no Curso de Gestão Empresarial. Representante comercial na Bitonga Travel onde me identifico muito com o perfil do Projeto e por incrível que pareça me incentiva todos os dias a desbravar mais e mais este mundão. O fato de serem Mulheres Negras me sinto mais ainda em casa e na certeza que estou no caminho certo pois viajar é VIDA. E eu amo viver… Realizei algumas viagens nacionais e internacionais como Dublin, França e Inglaterra. Como Mãe solteira agora é a vez de viajar com minha vidinha. Enfim essa sou eu!


Domênica Guimarães

Produtora de Conteúdo Multimídia da Bitonga Travel


Alessandra Silva

Correspondente da Bitonga Travel e promove o movimento #negrasviajamtb, com a ideia de criar uma galeria de fotos que mostre a mulher negra viajando sem abusar de sua sensualidade. 
Nascida em Belo Horizonte – MG, sempre gostou de viajar, mas só começou após terminar a faculdade de farmácia. Hoje mora na Bélgica e trabalha na sua área. Já conheceu 30 países.


Aline Ferreira


Amina Bawa


Andreza Jorge

Nascida, criada e ainda residente no complexo da Maré, mãe da Odara de 4 anos. Trabalha há 15 anos com organizações da sociedade civil. Atualmente mestranda em relações étnico-raciais, graduada em dança, trabalha em projetos sociais com mulheres na Maré. É uma das idealizadoras do projeto Mulheres ao Vento (@mulheresaovento) e coordena a Casa das Mulheres da Maré e é consultora do Instituto Promundo. Por ter sido inserida na adolescência nas organizações de projetos sociais teve a oportunidade de viajar para muitos lugares participando de congressos, seminários, encontros de ativismo e assim conhecendo e estando em lugares jamais imaginados ao longos desses anos. É da primeira geração de universitários da família, sendo também a única que viajou para outro país.

“Viajar é sem duvidas algo que me realocou no mundo e abriu o corpo e a mente para sonhos impensáveis”.


Barbara


Bárbara Pedroso


Bárbara Terra


Belissa Andrade

Bem passarinha. Voa pelo Brasil desde bem pequena e sente o quanto isso me torna cada vez maior.

Entendo que meu estado natural é estar em movimento e o referencial é sempre minha experiência como mulher preta em Diáspora, por isso cada viagem é um mergulho em berço esplêndido 🙂

Saindo do aconchego de Piritubacity, Z/O de São Paulo, caminho por Santa Catarina, Paraná, Rio, Minas, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Rio Grande doNorte, Maranhão, Mato Grosso, Goiás, DF, Pará e, pelo mundo, Chile, Argentina, Suíça, Itália e África do Sul, até agora… mas se tiver passagem pra Lua, eu topo também!

Aceito mudanças drásticas como mudar de Exatas pra Humanas, do Sudeste pro Nordeste, da praia pra cachoeira, do chá pra cerveja, da casa da vó pro mundo!


Bia Lorennas

Influenciadora de viagens, terapeuta quântica e professora. Carioca, casada e adora carnaval! Já viajou por países da Europa/América Latina, mas também amo conhecer o Brasil e cidades do RJ meu Estado.


Bianca

Meu nome é Bianca tenho 27 anos, sou recepcionista e vivo no Rio de Janeiro. Eu amo praia e apreciar o pôr do sol. Sempre sonhei em fazer uma viagem internacional e a minha vontade de lutar pela vida e o destino, me fizeram fazer uma viagem pro Chile de onde eu voltei outra mulher e cheia de vontade de desbravar esse mundão. Vivenciar outra cultura, conhecer novas pessoas… Descobri que viajar é de fato a melhor terapia que quero usar pra cuidar minha mente e minha alta. Quero caçar aventuras e viver experiências nunca vividas antes por mim. 


Bruna Nunes


Camila França

“Turismóloga, e guia. Trabalha com excursões, e como agente de viagens. A ideia desta viagem é documentar como viajar de formas alternativas usando algumas plataformas, redes sociais e programa do governo, como id jovem, couchsurfing, blablacar, workway, sistema de troca, trabalho temporário, entre outros.”

Conheça a agência de viagens da Cami: @rotas_viagens_e _trilhas


Carla Queiroz

Com Deus os sonhos nunca são impossíveis, Chicago, from São Paulo, student and living a dream                                       


Carmen Watson


Carol Santos

Psicóloga pela USJT, pós graduada pela UNIP, e romper barreiras, explorar a vida e amar estradas e algo inato. Meu amor por viagem veio de criança quando meu pai caia na estrada para poder trabalhar (sempre pensei que a estrada era algo bom) mas a primeira viagem sozinha foi para Cancun quando uma amiga não pode me acompanhar, e através desse feliz acidente eu aprendi a explorar a vida sozinha… Após isso, fiz mochilão até o nordeste do Brasil, fui para a Nova Zelândia, Bali e atualmente faço intercâmbio na Austrália, o que eh maravilhoso para conhecer novas culturas e quebrar paradigmas. ⠀⠀⠀

 “Eu te digo o que liberdade significa para mim: nenhum medo! Realmente nenhum medo” Nina Simone… Temos que continuar buscando nossa liberdade, e para isso precisamos ocupar todos os lugares, principalmente aqueles que achamos que não nascemos para ocupar, por isso a importância de mostrar que estamos no mundo e que nosso lugar eh onde quisermos.” 


Cibele Souza


Cintia Ramos

Cintia Ramos, Bacharel em Turismo sempre me interessei por novos lugares e culturas, já visitei 8 países diferentes e muitas cidades pelo Brasil e sou apaixonada pelo Nordeste! Hoje sou sócia e CMO da Diaspora.Black empresa pioneira de turismo para valorizar a cultura negra e ja planejando a próxima viagem sempre 🙂


Claudia Canto


Claudiene Santana

Nascida na região metropolitana de Salvador cheia de curiosidade e vontade de aventuras que já me levaram a conhecer seis países da América Latina, vários estados do Brasil e vários recantos da Bahia e esquinas de Salvador, pois quem tem espírito explorador, mantém ele ativado quando volta pra casa. 


As viagens levaram a uma conexão com uma amiga com o desejo comum de inspirar e integrar mulheres aventureiras, desse anseio nasceu o projeto @todassomosuma onde nos últimos dias dei varias dicas para conhecer uma Salvador fora da rota tradicional, onde a cultura brota da gente preta cheia de axé da África brasileira.


Danielle Cristina


Débora Pinheiro

“Já viajei por 17 estados brasileiros, 90% das minhas viagens faço sozinha. Viajar para mim é uma forma de aprendizado e evolução. Sou apaixonada por conhecer pessoas, culturas e histórias diferentes da minha. Costumo visitar lugares de natureza exuberante, e de águas bem cristalinas (minha maior paixão é nadar e estar nesses lugares me fascina) … Viajo de forma econômica e sempre que posso dou dicas de como economizar nas viagens lá no meu feed. Já peguei carona, dormi na casa de desconhecidos e agora tenho amigos espalhados pelo mundo. Ser negra, periférica e com pouco poder aquisitivo nunca me fez desistir de viajar e alçar voos cada vez mais altos. E gosto de repedir isso a todos, viajar não é luxo e sim uma forma de se conhecer e abri-se para o mundo.”


Deborah Galva

Dominicana, fez um mochilão em 16 países, encara viagem sozinha e em família com suas filhas Shayra e Monteserrat. Super power girl e correspondente Bitonga Travel, provando que é possível ser mãe e viajante com as filhas! “La mujer tiene el poder”


Ellen Deuter

Oi, galera. Meu nome é Ellen Deuter. Tenho 26 anos, sou advogada e moro em São Paulo, capital. 

Viajar, sendo mulher preta, é resistir e existir! 

Quero mostrar com minhas experiências que é possível ter uma vida profissional tradicional e ainda assim, desfrutar do mundão, aproveitando da liberdade conquistada pela força de minhas ancestrais. 

Vamos comigo?


Gabriela Watson

A cineasta traz nos genes uma longa história de imigração. Nascida e criada em São Paulo, Brasil, seus pais são do Peru e ela é uma orgulhosa Afro-Latina. Gabriela é apaixonada por trocar experiencias, conhecer pessoas, e contar historias dos povos da Diaspora Africana. Diretora de dois documentários “Nosotros, afroperuanos” (2013) e “Flores de Baobá” (2018) ela também publica entrevistas na fanpage  @BuildingBridgesDiaspora.

Atualmente mora na Filadelfia, Estados Unidos. Ao lado do seu marido, o fotografo Scott Burkett, fazem arte e viajam juntos.


Gaby Rocha

Gabriela Rocha tem 40 anos, brasiliense e carioca de coração. Atualmente vive em Oslo, na Noruega e trabalha como Gerente Tributária na indústria de Óleo e Gás. Gabriela também é autora do livro Gabyanna Negra e Gorda e já viajou para diversos países nas Américas, Europa, África, Oriente Médio e Ásia. Seus hobbies preferidos são viajar, comer e amar.


Geinne Monteiro


Gleice Neves


Je Marina e Denise Lima

Já pensou em se jogar em uma viagem com a sua melhor amiga? Conheça a história da @jemarina88 e @deniseelima que criaram o instragram @2blackpackers  “Melhor amigas Jessica Marina e Denise Lima e encorajaram-se a embarcar em um sonho de viagem também! Abril de 2015 chegaram na terra dos Cangurus Austrália!  Sentimos mais do que a necessidade explodindo em nossos peitos em compartilhar e ajudar muitas pessoas que como nós um dia tiveram medos e inseguranças!

A Austrália nos possibilitou à conhecermos diversos outros países também… Fortalecemos a nossa amizade e nos tornarmos MULHERES AINDA MAIS FORTES…”  ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀


Juju Marciano

Pedagoga pela UFF, pós-graduada em Marketing pela FGV e viajante por vocação. Aprendi a viajar sozinha fazendo meu primeiro mochilão pela Europa, onde conheci França, Holanda, Itália e Espanha. Depois viajando a trabalho, me viciei em conhecer cada cantinho e cada pessoa que habita a Terra. Como Votuporanga, Canadá, Passo Fundo, Washington, Natal, New York e outros. E por que #viajandocommarciano? Passei a entender que todo lugar e todos os terráqueos têm algo a ensinar e te proporcionar uma super viagem. Por isso, viajar não é gasto, é investimento. E quando uma mulher negra viaja é também resistência, pois “Quando a mulher negra se movimenta, toda a estrutura da sociedade se movimenta com ela” – Angela Davis”.


Juliana Ribeiro

Sou de São Paulo, formada em Tradução e Intérprete, e hoje trabalho na aviação. Sou apaixonada por viagens, posso dizer que é o que me move! Muitas vezes viajo sozinha, o que nunca foi um problema, e sim um desafio maravilhoso. Para mim não existe experiência melhor do que conhecer pessoas, culturas e línguas. O ato de viajar sempre me permitiu ter as melhores sensações, e uma delas é de liberdade!

Não é à toa que tenho tatuada a palavra ‘Wanderlust’ que significa um forte desejo de viajar.

Já passei por 21 países e continente só falta visitar a Oceania!

Espero poder compartilhar com vocês todas as sensações vividas e as que estão por vir! 


Jhenny Santine


Lys Silva

Formada em jornalismo e viajante (quase) solo desde os 6 anos quando embarcava sozinha em direção a Salvador, minha terra natal, para visitar meus familiares. Baiana, mas moradora de São Paulo, cresci ouvindo da minha família que eu estava sendo criada “para o mundo” e assim conheci alguns países e aprendi que não havia limites e que deveria ocupar todos os espaços. Tanto foi que, no ano passado, decidi largar tudo, segurar na mão do meu noivo e embarcar com ele rumo a Ucrânia, onde vivo atualmente. E cá estou eu, vivendo e resistindo, nesse inverno de -15°C.”


Karla Almeida

“Negra, mineira e mochileira.

Estou há 6 meses @naestradaenomundo e por enquanto, morando em Caraíva, na Bahia!!

Nestes 6 meses, morei em Vila Velha, Vitória, Arraial da Ajuda e Trancoso.

Tenho um instablog onde conto minhas peripécias e minha transição capilar durante minhas viagens!!

É com muito amor que recebi a missão de ser correspondente da Bitonga Travel!

Vamos juntas que juntas somos mais fortes!”


Kelly Souza

Natural de Petrópolis, mas atualmente moro no Rio de Janeiro. Sou fisioterapeuta, engajada nas causas sociais, tenho um blog de viagens @batendoponto que além de dar dicas sobre destinos no Brasil e no mundo também apresento diversos projetos sociais espalhados por aí! Até porque viajar e fazer o bem tem tudo a ver.


Kelli Porto


Luana Rocha

Assistente, fui criada na cidade de Diadema, região do ABC Paulista. Hoje moro em uma pequena cidade do interior de São Paulo chamada Barra Bonita, mas já morei em Portugal, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Viajar para mim é uma espécie de ritual, de meditação, de conexão comigo e com o mundo. Viajar me ensina a paciência, a diversidade, a política, a cultura, o respeito. Cada viagem que eu faço me conheço mais, ou menos. Volto com reflexões, com inquietações e com vontade de ser mais humana.

Junto com o meu marido, criamos o Instagram, Facebook e blog cujo nome é @doispretinhosnomundo. Nosso objetivo é compartilhar com as pessoas a nossa visão de mundo através das nossas viagens. Um projeto que busca ocupar um espaço ainda pouco ocupado pela população negra.

Queremos levar para as pessoas muita diversidade de forma leve e feliz.

Queremos dizer para as pessoas que sim, é possível sonhar e realizar.


Luciene Silva


Maia White


Maiara Nunes


Maíra Cândida

A um corpo no mundo, que transita e pulsa. Apaixonada por viagens, busca estar sempre um passo a frente, para não estar mais no mesmo lugar. Com planos de sempre alcançar maiores voos. Voos que a levem a conhecer nossa América Latina e para além dela.

Iniciou seu primeiro mochilão na Bolívia. Está agora na Argentina e acabou de passar pelo Uruguai. Ama novos aromas, sabores, músicas e conhecer culturas distintas. Sonha com uma América Latina e caribe Livres e por isso se encanta em conhecer e compreender as lutas e bandeiras dos povos latinos e caribenhos. ‘Por um mundo onde sejamos socialmente iguais, humanamente diferentes e totalmente livres.’ Rosa Luxemburgo. 


Manoela Zauditu


Marcele Capinam

Professora, corredora carioca, viajante Argentina, Pantanal, Cidades Históricas de MG, Espírito Santo,  São Paulo,  Bahia.


Maryellen


Monalisa Lage

“Eu sou a Monalisa. Psicóloga, modelo, atriz e viajante! Moro na terra do pão de queijo desde que nasci, mais especificamente em Belo Horizonte (meu lugarzim). Há alguns anos atrás comecei a viajar e percebi que conhecer lugares, culturas e pessoas, era tão importante como respirar. Desde então, venho colecionando histórias, fazendo amigos ao redor de Minas Gerais, Brasil e o mundo e aprendendo que não há limites para sermos/estarmos, desde que respeitemos o outro e a sua cultura! Sobre eu ser uma mulher negra, que ora viaja sozinha, ora não, percebi que ocupar espaços e encorajar outras pessoas como eu a viajarem é o que faz sentido na minha vida. Penso na viagem como forma de (r)existir! O mundo é nosso e buscar conhecê-lo é um caminho sem volta!!! Viajar é um grito de liberdade e cada vez que conheço um lugar, conheço um pouco mais sobre mim e minha história. Sendo assim, viajo e sou mudança. Viajo e retorno, mas jamais a mesma que partiu!!!”


Maya Santos


Marina Martins

Meu nome é Marina, mas por favor me chame de Mari ou Má.
Muito prazer.
Viajar me traz o espaço que necessito para reflexionar-me.
Quando comecei a sair da minha zona de conforto, também comecei a me repensar e assim, todas as vezes que saio, me aprofundo mais em mim mesma.
Não conto países ou cidades, não vejo destinos como metas, enxergo apenas caminhos e é assim que moldo minha relação com a vida. Minha tentativa é a de aproveitar as estradas para gerar impactos recíprocos e positivos, conhecendo pessoas, culturas e paisagens.
Tudo é um universo novo. Cada encontro, desencontro, chegada ou despedida é uma vida.
Além de viajante, sou também a viagem.
Ao compartilhar minhas histórias na rede, procuro relembrar as mulheres como eu (negras, sem grana e que ralam para viver) a importância de se observar, se pensar e re-pensar. Busco colocar em evidência a importância de se preocupar com as subjetividades que os caminhos nos apresentam e advoco pelo nosso direito de existir e pela importância de discutir nossas relações com o mundo. Porque em uma sociedade que nos obrigada a resistir e sobreviver, temos pouco ou quase nada de tempo para pensarmos em quem realmente somos e no que de verdade importa para cada uma de nós. O que faz o seu coração pulsar?


Naiara Martins


Pamela Rocha

Professora curiosa que descobriu nas viagens uma forma para seu crescimento pessoal e profissional. Com isso, percebeu que sendo preta viajante é necessário acessar e permanecer em todos os espaços e que isso também é um ato político. “Preta, faça teu rolet do tamanho que for, mas faça.” 


Priscila

Eu sou a Pri, mais uma apaixonada por este mundão!

Comecei a expor minhas viagens através do @poraicomapri na intenção de inspirar outras mulheres a viajarem o mundo! Pra mim, não importa qual será o destino, o importante é estar em movimento!

Mas minhas andanças passei por 12 países e 7 estados do nosso país… a meta é zerar! A meta é viver!

Hoje embarco para mais uma aventura! Uruguai e Argentina, minha primeira viagem solo fora do nosso Brasil! Vem comigo por aí.


Ray-n’hala Vire Loque

Meu nome é Ray-n’hala Loquê, tenho 28 anos, sou publicitária e apaixonada por viagens.

Minha última viagem foi a África do Sul.
O fato do meu pai ser africano foi um dos grandes motivos que me deixaram com vontade de conhecer um pouquinho da história da África.

Fiz um intercâmbio de férias de 1 mês onde consegui me dividir entre as aulas de inglês, trabalho, voluntário e muita aventura.
Como tudo que é bom passa rápido, tive a sensação que os dias voaram.

África é mais do que eu imaginava África é AMOR, é RESISTÊNCIA é FORÇA.

Guardo em meu coração a seguinte frase: Todo sonho é sagrado!


Reimy Solange

Me chamo Reimy Solange e viagens sempre fizeram parte da minha vida. Mas depois que comecei trabalhar no exterior por diversos países elas aumentaram muito! E é uma grande alegria e prazer poder juntar duas dentre as coisas que mais amo: viajar e meu trabalho. Sou psicóloga, professora de psicologia, pesquisadora e escritora onde as questões multiculturais atravessam tanto meu trabalho quanto minhas experiências pessoais pelo mundo, às vezes bem contrastantes como a foto mostra. E agora é uma outra alegria poder me corresponder com vocês!!!


Rosângela Silva

Correspondente da Bitonga Travel, mora em Guarulhos, professora, empreendedora e ávida por conhecimento e pelo novo, está iniciando as primeiras viagens sozinha, procurando ocupar todos os lugares que são nossos por direito! Já conheceu o Rio de Janeiro, Pirenópolis, Goiás, Ilha Grande e a Bahia.


Roseane Preta

Eu sou Roseane Preta, Carioca, solteira, trabalhadora da área de saúde. Apaixonada por viagens. Iniciante nas tatuagens e amante da vida e louca por espumantes e vinhos.


Rose Santos


Sauanne Bispo

Nasci em Salvador/BA mas pertenço ao mundo! Fiz minha primeira viagem internacional durante a faculdade, em 2007, e não mais parei: já morei nos Estados Unidos (em Louisiana e Washington D.C), Índia, passei um tempo na África do Sul e Rússia, fui tripulante de navio cruzeiro e coleciono risadas e dissabores dos 26 países pelos quais já passei! Atualmente estou focada em países do continente africano, não só por paixão, mas por ter desengavetado um projeto lindo no qual venho trabalhando desde 2015, a Go Diáspora, primeira agência brasileira de intercâmbio e viagens culturais com foco em países do continente africano e sua diáspora, um portal para que pessoas negras possam desbravar o mundo se identificando com as histórias e populações locais. Vamos dominar o mundo juntas!


Suzy Cruz


Thainá Santos

Formada em Turismo pela USP em 2018 e no ano passado tomei a decisão de realizar um sonho que eu adiei por muito tempo. Durante essa experiência trabalhei em Malta pelo workaway e tive a oportunidade de conhecer a França, Espanha e o Marrocos.

Depois das experiências vividas, decidi estudar sobre os viajantes afro-brasileiros e sigo planejando novas viagens. Passado tantas caronas, histórias e amizades pelo mundo na primeira viagem, percebi que admirar e incentivar o corpo negro em movimento pelo mundo, era a história que eu gostaria de ver sendo contada muitas e muitas vezes.”